Maradona: o gênio que encantou o mundo

Maradona era gênio e genioso ao mesmo tempo. Para muitos, o baixinho, canhoto, polêmico e principalmente muito talentoso, foi o maior entre os maiores de todos os tempos. E mesmo quem tem uma opinião contraria, não consegue negar que a genialidade do camisa 10 fez dele um dos maiores jogadores da história, top 5 com toda a certeza.

Diego Armando Maradona morreu nesta quarta feira (25), aos 60 anos, após uma parada cardiorrespiratória. O astro sofreu o mal súbito no fim da manhã. Maior ídolo do futebol argentino, ele se recuperava de uma cirurgia no cérebro.

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, declarou luto oficial de três dias no país. Em postagem nas redes sociais, lembrou que Maradona levou a Argentina ao topo do mundo e fez o país imensamente feliz:

“Fostes o maior de todos. Obrigado por ter existido, Diego. Sentiremos sua falta para toda a a vida.”

Campeão mundial com a Argentina em 1986, Maradona teve sua carreira marcada pela genialidade em campo e pelas polêmicas fora dele. Defendeu a seleção em 91 jogos, atuando em quatro Copas do Mundo: 1982, 1986, 1990 e 1994.

Nos clubes, iniciou a carreira no Argentinos Juniors, onde, como de costume, foi genial. Na sequência foi contratado pelo no Boca Juniors, seu time do coração. De lá, foi para o Barcelona e depois para o Napoli, onde viveu um caso de amor com a torcida e fez história com a conquista do título italiano. Sendo considerado por muitos o maior ídolo da história do clube. Após passagens por Sevilla e Newell’s Old Boys, o camisa 10 se aposentou no Boca, em 1998. A partir daí, passou a ser figura comum em jogos na Bombonera.

Maradona
Reprodução/Getty Images

Tags: | |

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *