O diálogo do Feedback

Em um mercado cada vez mais competitivo, não é surpresa que o destaque vá para profissionais e empresas que identificam oportunidades e fraquezas para se aprimorar. Em outras palavras, reconhecem a importância do feedback para o seu desenvolvimento e assim elevar a produtividade.

São pessoas que além da capacidade de falar, sabem ouvir, inclusive o que não foi dito em palavras. Fornecem, recebem e processam informações sobre o seu desempenho e dos demais.

Mais do que auxiliar o profissional a melhorar, o feedback tem reflexo direto no sucesso de uma organização. É um produto quase em extinção no mercado, um privilégio de poucos e desejo de muitos. É algo que não se compra, mas que se aprende.

A importância do feedback nas empresas

A importância do feedback nas empresas
Foto: Reprodução

O feedback é imprescindível para o sucesso de qualquer pessoa e/ou organização. Seu principal objetivo é indicar ao interlocutor como uma mensagem foi recebida pelo outro.

Independentemente da forma que for emitido, ele precisa ser construtivo. Desta forma, torna-se peça chave dentro de um ambiente corporativo.

É importante destacar que esse retorno pode representar uma maior integração da equipe, maior confiança e aumento da competitividade com a concorrência. Além de estimular o desenvolvimento, elevando o nível de produtividade.

Por se tratar de um instrumento de comunicação, não se limita a palavras. Na verdade, de acordo com Albert Mehrabian, apenas 7% da nossa comunicação é realizada por meio do que realmente falamos. 38% daquilo que comunicamos está relacionado ao tom de voz que aplicamos. Os 55% restantes se relacionam à nossa linguagem corporal.

Por isso, é muito importante tomarmos cuidado com a nossa expressão corporal e a entonação que utilizamos, para que a mensagem que gostaríamos de transmitir seja interpretada corretamente.

Principais benefícios do feedback para pessoas

  • Identificar pontos positivos para aperfeiçoar cada vez mais.
  • Reconhecer pontos fracos para revertê-los em aprendizado.
  • Reconhecer pontos fracos para revertê-los em aprendizado.
  • Potencializar o marketing pessoal.
  • Desenvolver habilidades como, autoconhecimento, inteligência emocional e resiliência.
  • Elevar a motivação (quando o feedback é construtivo, claro).

Principais benefícios do feedback para empresas

  • Aumento da confiança e da produtividade da equipe.
  • Diminuição da rotatividade de funcionários.
  • Melhora na qualidade de produtos e serviços.
  • Maior aproximação entre líderes e colaboradores.
  • Melhora o ambiente de trabalho.

Tipos de feedback

Como observamos até aqui, podemos considerar o feedback como um processo de avaliação. E para obter os melhores resultados, é necessário funcionar como uma forma de estímulo e de motivação.

É possível e muito recomendado tirar lições de toda e qualquer reação. Mas, é importante te alertar que algumas são bastante desagradáveis. Ainda assim, você precisará saber lidar com eles.

Conheça os principais tipos de feedback existentes no mercado e para quais situações eles são indicados:

Feedback positivo

Feedback positivo
Foto: Reprodução

Quem não gosta de ter seu desempenho reconhecido? É de fato uma sensação indescritível.

A principal função do feedback positivo é demonstrar que a pessoa está no caminho certo, valorizando suas atitudes e os resultados atingidos para que continue motivado e dando o melhor de si. É uma maneira de reforçar um comportamento que desejamos que se repita.

Como um estímulo de continuar “a dar certo”, a avaliação positivo ajuda a promover o engajamento do profissional com a empresa.

Entretanto, é importante ter cuidado ao dar ou receber esse tipo de opinião. Principalmente, quando você é quem está sendo avaliado.

É comum pessoas deixarem a vaidade falar mais alto ao receberem certos elogios, e por consequência, acabam se acomodando.

Use o reconhecimento como estímulo para produzir cada vez mais. Afinal, quem faz o feedback positivo está te parabenizando por algo que você conquistou e merece.

Feedback negativo

Feedback negativo
Foto: Reprodução

Como nem tudo que reluz é ouro, também existe o feedback negativo. E ele acontece com muito mais frequência do que podemos imaginar.

Antes de qualquer coisa, se coloque no lugar da pessoa que está recebendo o feedback. Escolha cuidadosamente cada palavra que usará. Assim, diminuirá os riscos de desentendimentos e perda de informações.

Essa opinião precisa ser emitida quando um profissional ou equipe não alcança suas metas ou objetivos. Isso se reflete também quando alguém tem uma atitude desagradável.

Como envolve a cobrança por melhores resultados ou correção de um comportamento, precisa ser dada com seriedade e, ao mesmo tempo, respeito e sensibilidade.

As pessoas amam receber elogios, ainda que algumas não consigam demonstrar esse sentimento. Mas, ninguém gosta de ser criticado, embora, no fundo, poderia haver motivos para isso, já que em muitos casos a crítica permite a evolução.

O feedback negativo não pode gerar desgaste ou conflitos entre as partes envolvidas. Inclusive, é preciso ter muito cuidado para não ultrapassar o limite e virar um caso de assédio moral.

Mais da metade dos brasileiros já sofreram e/ou sofrem com essa situação indigesta, mesmo que a maioria acabe não denunciando.

Feedback construtivo

Comentários
Foto: Reprodução

O feedback construtivo se aproxima bastante do positivo, mas também bebe um pouco na fonte do negativo.

Ele se caracteriza por reconhecer os acertos no desempenho, mas identifica oportunidades de melhoria (não necessariamente erros), indicando estratégias para maximizar os resultados positivos.

Basicamente, ele dar o caminho das pedras para que aquela pessoa ou equipe que já atingiu as expectativas possa ir ainda mais longe e alcançar resultados mais expressivos.

O principal objetivo desse tipo de feedback é valorizar o trabalho realizado, reconhecer os esforços dedicados e estimular o crescimento.

Lembre-se que todo profissional pode e precisa evoluir, explorar o máximo do seu potencial e encontrar a sua melhor versão.

O calcanhar de Aquiles do feedback

Comentários
Foto: Reprodução

Dominar habilidades de comunicação é fundamental para se relacionar com as outras pessoas. E quando essa técnica não é bem desenvolvida, pode causar desentendimentos na hora de realizar uma avaliação.

Um problema comum a grande parte das empresas é que o feedback não funciona como uma via de mão dupla.

Muitos gestores sabem da importância de avaliar os colaboradores com críticas e recomendações, mas não se comportam dessa forma quando estão do outro lado. Ou seja, não estão abertos a ouvir o ponto de vista deles, nem mesmo dos seus clientes e demais parceiros. Tornando o processo uma via de mão única.

Não se esqueça: ser chefe não significa ser líder. Liderar exige saber a importância e a necessidade do feedback.

Tags: | |

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade  e Termos de Uso.